Carros antigos, a beleza por trás!

Muitos homens e mulheres, sonham em um dia poder ter um carro antigo. Caso este também seja seu sonho, antes de investir o seu suado dinheirinho, vale à pena se informar a respeito de alguns quesitos importantes.

Diversos modelos que antes eram vistos como extravagantes, feios, e que foram moda nos anos 80, vem sendo a cada dia mais valorizados.

Se você já está em busca de um modelo de carro antigo para comprar, continue a leitura no artigo.

Pois iremos falar a respeito dos impostos envolvidos, e outras dicas de como comprar carros antigos.

Impostos carros antigos

No Brasil, existem alguns impostos obrigatórios aos proprietários de veículos automotores.

Um dos mais famosos é o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores).

Porém, dependendo do ano de fabricação do veículo, os donos de carros antigos podem se isentar do pagamento do IPVA.

Nos estados de Alagoas, Paraná e São Paulo, por exemplo veículos com 20 anos já não precisam pagar o IPVA.

Logo, no Rio de Janeiro, Distrito Federal e Bahia, veículos com 15 anos estão isentos desse imposto.

O licenciamento e o DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres), são impostos obrigatórios que devem ser pagos anualmente para carros de todas as datas de fabricação, sem exceções.

Quando o proprietário não paga o DPVAT ele fica impossibilitado de fazer o licenciamento do veículo e consequentemente circular pelas ruas com o mesmo.

Afinal, a lei considera como falta gravíssima dirigir um veículo com o licenciamento vencido.

Como comprar carros antigos?

Para comprar carros antigos, é preciso levar em conta alguns quesitos, tais como:

  • Analisar a placa de identificação do carro: Por meio da placa de identificação encontrada no chassi do veículo, você pode verificar se houve alguma alteração no que se refere a acabamento, alteração na cor, tipo de motor, entre outras informações.
  • Quilometragem: Nem sempre se pode confiar na quilometragem que está marcada no odômetro do veículo.

Saiba que existem carros que mesmo com alta quilometragem, mas que foram bem cuidados e revisados, podem ser ainda melhores que carros com baixa quilometragem, mas que nunca tiveram cuidado algum.

  • Cores: Quando os carros não estão em suas cores originais de fábrica, fica mais difícil saber a respeito de seu histórico, fazendo com que ele perca valor.

Em contrapartida, quando se trata de um modelo encomendado, acompanhado de sua placa de identificação e histórico, passam a ter um valor mais elevado.

  • Carros dos anos 80: Muitos carros dos anos 80 já receberam as placas pretas, no entanto, com o início da implantação das placas padrão Mercosul no Brasil, a famosa placa preta que encantava os colecionadores, sairá de cena.

Tendem a se valorizar ainda mais a cada dia, até mesmo os modelos considerados esportivos, como Chevrolet Monte Carlo, Camaros IROC-Z e Buick Grand Nationals, por exemplo.

  • Motores grandes: Entre os carros antigos mais procurados para compra, estão aqueles com motores de grande cilindrada. Afinal, esses são mais raros e houve até momentos em que foram proscritos.

Os carros antigos com motores grandes são os melhores investimentos, no entanto, é preciso ter em mente que será preciso arcar com os custos do combustível para os passeios.

  • Pesquise: Realizar uma pesquisa bem aprofundada é muito importante para que você realize uma compra segura e adquira o melhor automóvel pelo melhor preço.

Nesse caso, as redes sociais, a tecnologia, os fóruns e outros meios de comunicação podem ser ótimos aliados.

Atente-se bem a esses critérios antes de investir o seu dinheiro, para que você não caia em um golpe ou seja enganado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *